O prezar antes do prazer

Para os solteiros, principalmente.

Cantares de Salomão 2:7 

Conjuro- vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis, nem desperteis o amor, até que este o queira.

Será que não estamos querendo experimentar o desabrochar da intimidade de toda a vida de um casal em apenas uma noite? 

Um dos grandes erros cometidos pelos solteiros é o de não respeitar os limites estabelecidos pelo criador para os níveis de intimidade em cada fase da vida . A liberdade que nos foi dada por Deus para inclusive extrapolar esses limites, foi inicialmente nos dada para garantir o real desfrute sem os abusos da libertinagem que corrompem os reais prazeres da vida. 
A desobediência as instruções do Criador traz amargas dores na alma, atrasos e falhas estruturais nas construções da vida. 

A intimidade sexual alcança seu pleno favor quando despertada dentro de um pacto público entre um homem e uma mulher de manterem-se unidos em fidelidade e exclusividade suprindo um ao outro para todas as demandas além sexo. 

Cantares de Salomão 2:15

Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor.

Se levarmos uma vida dominada ou regulada pelos nossos desejos nos tornamos altamente influenciáveis e consequentemente caímos no fosso dos vícios e degradação. Nem tudo que o nosso corpo topa, nossa alma também topa. Existem muitas raposas que em sua influência, más conversações, propaganda enganosa, sedução carnal e descomprometida, tentam desvincular o prazer sexual da fidelidade conjugal e familiar, iconizando uma sexualidade que estupra a concepção interior implantada em nós pelo nosso criador a respeito de relacionamento e intimidade.

O vinhedo que está sendo cultivado para a vida toda, as safras e colheitas para cada tempo, o vinho para cada tempo. As raposinhas querem destruir a plantação ainda em flor. Solteirice é fase de amizade e não de sexo. De intimidade de alma e não de corpo. Apesar da entrega da intimidade sexual parecer mais superficial por se tratar de algo físico, em nós humanos criados à imagem e semelhança de Deus, diferente dos animais, trazemos uma série de implicações na alma relacionadas a essa intimidade física e por isso que ela precisa vir dentro de um contexto. 

Considero que os passos a serem dados para os solteiros até a culminância da entrega total envolvendo a intimidade sexual são :

O primeiro amor que deveria ser cultivado é o amor a Deus que é eterno, incondicional e pessoal, não depende da outra pessoa. Ele serve de parâmetro e regulador para todos os tipos de afetividade. É transformador da frigidez, egoísmo, corrupções, obsessões e compulsões que tentam ocupar o lugar do amor sadio. A experiência humana deseja o infinito e o eterno de uma plenitude de satisfação que só pode ser encontrada no relacionamento com Deus. Nem mesmo a experiência conjugal e familiar em toda sua plenitude conseguirá suprir toda nossa demanda. Sem Deus tudo mais se torna insuficiente. 

O segundo é o amor da amizade, do companheirismo. Essa é a fase que deveria ser cultivada pelos solteiros e tem sido solapada pela intimidade sexual antes do casamento. Essa construção é a mais importante para o êxito do relacionamento com no futuro pois é aí que a intimidade mais profunda e permanente começa a se alinhar na vida de ambos.
O terceiro e último é o amor da intimidade sexual que deve ser um ato estritamente conjugal. Sei o quanto é difícil manter-se puro numa cultura tão sexualizada, deturpadora e banalizadora da estrutura original criada por Deus para o sexo. Mas, mesmo assim instigo a você a ouvir o conselho do nosso Criador, a andar na contramão de todo esse sistema e desfrutar da grande maravilha que é viver de acordo com a vontade de Deus! Arrependa-se, busque se ajustar pois nosso Deus é misericordioso e tem o melhor preparado para você.
Apanhe essas raposinhas e cuide do vinhedo. Vinho não irá te faltar para cada estação.
O que Deus quer de vocês é isto: que sejam completamente dedicados a ele e que fiquem livres da imoralidade. Que cada um saiba viver com a sua esposa de um modo que agrade a Deus, com todo o respeito e não com paixões sexuais baixas, como fazem os incrédulos, que não conhecem a Deus. Nesse assunto, que ninguém prejudique o seu irmão, nem desrespeite os seus direitos! Pois, como nós já lhes dissemos e avisamos, o Senhor castigará duramente os que fazem essas coisas. Deus não nos chamou para vivermos na imoralidade, mas para sermos completamente dedicados a ele. Portanto, quem rejeita esse ensinamento não está rejeitando um ser humano, mas a Deus, que dá a vocês o seu Espírito Santo. (1 Tessalonicenses 4:3-8 NTLH)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s