Como medita o cristão?

Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Salmos 1:1-2

Esse artigo é um recorte de alguns outros que achei interessante sobre esse tema. Fiz somente a compilação, os autores estão cotados ao fim de cada trecho. 

A palavra “meditação” é a uma palavra muito legal nesses dias. Todo mundo gosta de meditação. Muitos web sites sobre produtividade dizem que quando você se sente exausto é realmente útil tirar uma “pausa para meditação”. Recentemente no Programa da Oprah Winfrey (é, pois é, eu estava assistindo a Oprah) um cara chamado Dr. Oz (nenhuma relação com o mágico) disse que a meditação pode prolongar significantemente a sua via. Meditação não é apenas para os monges tibetanos vestidos de mantos de pano de saco que irritam suas axilas. Não, todo mundo ama meditação.
A verdade é: a Bíblia também fala muito de meditação. Salmo 1.2 diz que o homem que teme ao Senhor “tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite”. O que me leva à pergunta: o que exatamente é meditação? De acordo com a nossa cultura, meditação é o relaxamento da mente ao ponto em que pouco ou nenhum pensamento ocorre. No entanto, de acordo com a Escritura, meditação é o crescente foco da mente com a ocorrência de pensamento muito profundo. O objetivo da meditação secular é esvaziar a mente, o objetivo da meditação divina é encher a mente com a verdade de Deus. Colocando numa definição sucinta, a meditação divina é a prática de encher a mente com a palavra de Deus com o propósito de aplicar a Palavra de Deus.
Então como meditamos na Palavra de Deus? Como isso se dá na prática? Aqui estão algumas sugestões.

Medite em oração
Quando lemos a Bíblia, não estamos apenas lendo um livro – estamos lendo a sagrada Palavra de Deus. A Bíblia é a própria Palavras de Deus, dada a nós para que possamos conhecê-lo, amá-lo e obedecê-lo, o que significa que nós não podemos simplesmente entender a Bíblia sem o poder esclarecedor do Espírito de Deus. Nós precisamos abrir nossos olhos para entender e aplicar as gloriosas verdades que lemos nas Escrituras. Sem o Espírito de Deus, nossos momentos devocionais serão secos, indiferentes e infrutíferos. Antes de ler a Palavra de Deus, ore para que Deus te dê entendimento.
Medite Silenciosamente
É difícil pensar profundamente e com concentração numa passagem das Escrituras se você está cercado de distrações. Eu compreendo que esse não é o caso para todo mundo, mas, para a maioria de nós, a meditação efetiva na Palavra de Deus ocorre em lugares quietos. Se você está tentando ter seu momento devocional no meio da Starbucks, você está menosprezando a si mesmo. Eu descobri que os meus momentos de meditação bíblica mais eficientes vêm no silêncio do início da manhã, antes que meu dia comece. Salmo 131.2 diz: “Certamente que me tenho portado e sossegado como uma criança desmamada de sua mãe; a minha alma está como uma criança desmamada”. A meditação eficiente geralmente ocorre na quietude.

Medite em voz alta
Só porque você está em um lugar quieto não significa que você precisa ficar quieto. Deus fala conosco quando lemos a Escritura e é frequentemente apropriado responder em voz alta aos sussurros de Deus. Veja, por exemplo, 1 Tessalonicenses 5. 16-18 que diz “Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”. Quando leio esse versículo, quero responder em voz alta com regozijo, oração e ação de graças. A escritura não é um livro de textos secos, ela é a Palavra viva de Deus. Nós devemos interagir com as Escrituras, respondendo às suas ordenanças, regozijando em suas promessas e nos alegrando em suas revelações.

Stephen Altrogge 30/01/2013


Somos filhos da modernidade. Aprendemos a pensar, analisar, dissecar e, acima de tudo, questionar tudo. A filosofia propôs: “Penso, logo existo”, e nós acreditamos.

Acreditamos que a verdade só pode estar naquilo que a razão abarca.

Mas, em tempos passados havia outras possibilidades de perceber realidades. Podemos conhecer realidades através de outros sentidos. A percepção humana não se restringe ao racional. Através da Meditação exercita-se o espírito para que se apreendam verdades que, embora não contradigam o racional, não dependam dele.

O que é Meditação Bíblica.

Meditação é uma prática devocional de “ficar” com um texto das Escrituras até que ele seja absorvido por todo o ser; é uma disciplina pela qual o coração intui dimensões mentalmente imperceptíveis da revelação de Deus.

Através da meditação bíblica, o Espírito Santo descortina mistérios eternos. 

Pode-se dizer que meditação é o processo digestivo que alimenta a alma do pão do céu.

Jeremias 15.16: Quando as tuas palavras foram encontradas, eu as comi; elas são a minha alegria e o meu júbilo, pois pertenço a ti,Senhor Deus dos Exércitos.

Aliás, essa metáfora de “comer a palavra” está amplamente relatada na Bíblia hebraica:

Ezequiel 3. 1-3: E ele me disse: “Filho do homem, coma este rolo; depois vá falar à nação de Israel”. Eu abri a boca, e ele me deu o rolo para eu comer. E acrescentou: “Filho do homem, coma este rolo que estou lhe dando e encha o seu estômago com ele”. Então eu o comi, e em minha boca era doce como mel.

Através da meditação bíblica é possível ultrapassar a análise cartesiana do texto para que ele alimente a alma.

João 6. 63 O Espírito dá vida; a carne não produz nada que se aproveite. As palavras que eu lhes disse são espírito e vida.

Quanto maior a disciplina de ponderar nas Palavras de Deus, maior a capacidade de receber o que ele tem para dizer. Suas palavras são espírito e vida. Obviamente, precisamos exercitar o espírito para se alcançar o significado espiritual das palavras.

Deus ajuda quando admito que minha capacidade humana é insuficiente para cumprir sua vontade e optar por caminhos excelentes, .

 Meditação Bíblica é uma disciplina que ajuda o coração a preparar-se para ouvir o inaudível, perceber o imperceptível e alcançar o imarcescível.

1Coríntios 2.9-12: “Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam”, mas Deus o revelou a nós por meio do Espírito.O Espírito sonda todas as coisas, até mesmo as coisas mais profundas de Deus. Pois, quem conhece os pensamentos do homem, a não ser o espírito do homem que nele está? Da mesma forma, ninguém conhece os pensamentos de Deus, a não ser o Espírito de Deus. Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente”.

A meditação bíblica é uma admissão que Deus é maior do qualquer especulação.

Ora, se Deus fosse explicável pela mente humana, ele seria menor do que os próprios homens. Ele transcende qualquer abordagem e através da meditação bíblica eu abro mão de toda tentativa de explaná-lo.

Paulo, depois de haver escrito um tratado teológico denso e complicado que foi sua carta aos Romanos, parou e simplesmente dobrou-se diante da grandeza de Deus:

Romanos 11.33-36: “Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos e inescrutáveis os seus caminhos! Quem conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Quem primeiro lhe deu, para que ele o recompense? Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém”.

A meditação bíblica é uma disciplina que ajuda a se perceber as “entrelinhas” do texto.

Quando lemos um texto, não percebemos tudo o que está escrito nele. Por esse motivo, uma carta que chega de alguém que muito amamos é lida e relida várias vezes. Por que um namorado lê tanto uma mesma carta? Porque deseja entender o espírito, o semblante e as emoções com que sua amada escreveu.

Salmos 119.97: “Como eu amo a tua lei! Medito nela o dia inteiro”.

Salmos 19.7-14: “A lei do Senhor é perfeita, e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança, e tornam sábios os inexperientes. Os preceitos do Senhor são justos, e dão alegria ao coração. Os mandamentos do Senhor são límpidos, e trazem luz aos olhos. O temor do Senhor é puro, e dura para sempre. As ordenanças do Senhor são verdadeiras, são todas elas justas. São mais desejáveis do que o ouro, do que muito ouro puro; são mais doces do que o mel,do que as gotas do favo. Por elas o teu servo é advertido; há grande recompensa em obedecer-lhes. Quem pode discernir os próprios erros? Absolve-me dos que desconheço! Também guarda o teu servo dos pecados intencionais; que eles não me dominem! Então serei íntegro, inocente de grande transgressão. Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração”.

Soli Deo Gloria

5/07/20114 – Ricardo Gondim

Dicas Práticas 

Uma leitura da Bíblia não se deve fazer corrido, ou de qualquer maneira, veja algumas dicas:

1. Separe um tempo próprio

2. Encontre um lugar onde possa estar a sós (Ao menos que outras pessoas junto leiam, mas para se meditar, a leitura é mais proveitosa a sós, depois podendo se reunir e lerem junto novamente)

3. Para quebrar um pouco o cansaço mental, cante um louvor (coloque algo e cante junto)

4. Peça a Deus que sonde seu coração

5. Ore, peça a Deus que lhe dê entendimento da palavra

Veja alguns métodos de se estudar e uma leitura proveitosa da Bíblia:

● Ler detalhadamente e cuidadosamente (6 vezes mais ou menos) o texto, ou versículo e estar atento a pontuação.

Faça perguntas ao texto ou versículo:

• O que o texto ensina a respeito de Deus, ou de Jesus, ou do Espírito Santo?

Lembrando que isso facilita, pois o que o texto tem a passar, se fala sobre o Deus Pai Criador, O Filho Salvador, ou O Espírito O Consolador que habita em nós.

• Existe no texto algum pecado revelado, que eu deva revelar, confessar ou evitar? (Estou pecando, ou sendo tentado se o texto cita algum pecado?)

• Existe alguma promessa que eu deva reivindicar? (Existe algo que Deus prometa para aqueles que o servem?)

• Existe algum mandamento que eu deva obedecer? (É algo que eu preciso obedecer?)

• Existe algum exemplo que eu deva seguir? (é uma situação semelhante com a minha, ou o exemplo da pessoa no texto)

• Existe algo que foge do meu entendimento que eu deva estudar mais tarde? (algo que não entendi agora, mas estudarei com mais calma esse assunto, ou perguntarei alguém que sabe me explicar)

• Existe neste texto alguma coisa pela qual eu deva orar? (é algo que está acontecendo, ou acontece até hoje, para que eu ore nesse sentido?)

• Como posso aplicar em minha vida? (O que aprendo com esse texto, para aplicar em minha vida)

• O que devo fazer para atingir estes objetivos? (o que impende de eu aplicar em minha vida, ou até mesmo será a falta de disciplinar meu tempo, para estudar a Bíblia mais vezes?)

Depois disso, agradeça a Deus por aquilo, que Ele lhe mostrou em sua palavra.
Assuma um compromisso com o que aprendeu, ou seja, colocar em prática.

Peça ao Espírito Santo que o capacite.

Se quisermos que Deus fale conosco é através de Sua palavra, se queremos crescer espiritualmente é meditar em Sua palavra. Que o Senhor possa capacitar a cada um, e se dedique em aprender e refletir pelo menos uns 15 minutos por dia. Pois a Bíblia muito mais que ler é crescer em fé e fortalecimento, pois com a leitura nossa fé aumenta, pois começamos ver o mover de Deus, o que Ele tem feito. Que o Espírito Santo possa mover em seus corações.

Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus. (Mateus 22:29

Oton G. Cesar 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s