9 razões possíveis para sua secura espiritual

IMG_6434

Nesses tempo de seca o que fazer? Falo da seca espiritual.

Precisa de um pouco de refresco em sua temporada de seca espiritual?

Se você é um cristão já por algum tempo, você sabe que paixão espiritual , visão e afetos tem seus fluxos e refluxos. Às vezes podemos estar fortes e vibrantes; outras vezes, nossos corações se sentem pesados como chumbo e nos encontramos pedindo a Deus para nos visitar mais uma vez e trazer algum renovo (Salmo 85: 4-7). Essas estações são geralmente referidas como tempos de “seca espiritual” ou “secura espiritual”, e podemos encontrar vasta expressão íntima desses tempos em muitos Salmos. Davi chorou muitas vezes a Deus em tempos onde a sua alma parecia como poeira, e ele ansiava por ser refrescado pela presença do Senhor (Salmo 13, Salmo 63). Outros salmistas expressaram seu desejo de ter suas almas ressequidas sendo reabastecidas e regadas pelo Senhor (Salmo 42).

Seca espiritual, embora seja uma visitante persistente e indesejada, não é algo com que temos de viver constantemente. Existem meios bíblicos pelos quais podemos, pela graça, nos colocar no caminho do refresco e renovo; que podemos ser restaurados para, mais uma vez sentir a alegria da nossa salvação. Mas isso só pode acontecer se formos capazes de discernir por que pode estamos passando por aridez espiritual, para que possamos tomar as medidas adequadas. Com isso em mente, eu gostaria de sugerir algumas razões pelas quais podemos estar vivenciando uma época de seca espiritual e fornecer os respectivos remédios:

Luxúria
O aviso de Pedro não poderia ser mais explícito: “Abster-se das concupiscências carnais que fazem guerra contra a alma” (I Pedro 2:11). Pensamentos impuros e fantasias recém-cultivadas só vão destruindo nosso senso das coisas espirituais; isso é o que Pedro quer dizer quando ele nos diz que a luxúria “guerreia contra a alma.” Abrigar luxúria contamina nossa consciência, alimenta a nossa carne pecaminosa, e faz secar a nossa vitalidade espiritual. Se estivermos enfrentando os estragos da seca espiritual, pode ser porque estamos entretendo nossas mentes com a luxúria e alimentando nossos desejos pecaminosos com filmes sugestivos, revistas, sites da internet, ou simplesmente visitando o shopping local. O único remédio que funciona aqui é sincera confissão e arrependimento (Provérbios 28:13; I João 1: 9). Se queremos encontrar as nossas almas, uma vez mais encantadas com a alegria da nossa salvação, devemos confessar esses pecados e nos convertermos deles (Salmos 51: 1-12), decidindo não fazer qualquer provisão para a carne (Romanos 13:14) .

Orgulho
Jesus, no confronto ao desejo dos fariseus por auto-exaltação, fornece uma visão valiosa sobre a forma como o orgulho se relaciona com a fé. Os fariseus eram incapazes de ver a verdade e beleza de Cristo porque eram apaixonados por sua própria glória e gostavam muito de receber elogios de homens. Jesus lhes pergunta: “Como você podem acreditar quando recebem glória uns dos outros e não procurais a glória que vem do Deus único” (João 5:44)? A fé salvadora foi prejudicada por seu orgulho. E, embora esta passagem fale especificamente de orgulho obstruindo a fé salvadora, eu acho que nós podemos aplicar este princípio de forma segura para nossa vida de cristãos: orgulho mata a fé em Jesus. Se estamos alimentando o amor-próprio, buscando louvor e valorização de nossos amigos, nossa congregação, nossos professores, nosso supervisor, ou aqueles que lêem os nossos blogs, vamos descobrir muito rapidamente que “Deus resiste aos soberbos” (Tiago 4: 6 ). Nossas almas vão murchar se tentamos preenchê-las com a glória que vem do homem. Por outro lado, virando-nos de nós mesmos e nossa reputação para exaltar a Cristo a todo o custo trará renovação espiritual, já que, “[Deus] dá graça aos humildes.”

Amor por Dinheiro
Há também um correlação direta entre nosso apego a coisas materiais e nossa capacidade de ver a glória de Deus. Jesus conecta o nosso olhar físico com a nossa visão espiritual em Mateus 6: 19-23. Nos versículos 19-21, Cristo nos ensina a ajuntar tesouros duradouros no céu, ao invés das riquezas temporárias aqui na terra. Se nós fazemos isso ou não terá um impacto significativo em nossas afeições, pois “onde estiver o [nosso] tesouro, aí [nosso] coração igualmente estará.” Jesus continua: “O olho é a lâmpada do corpo. Então, se os teus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz, mas se seus olhos forem maus, todo o teu corpo será tenebroso “(vv. 22-23). Em outras palavras, se estamos fixos no brilho das riquezas terrenas, o brilho da Glória de Deus pode não brilhar em nossos corações, e nós só sofreremos sede espiritual, sem nunca saciar. A solução aqui é começar a retirar os nossos olhos das riquezas terrenas. Isso é muitas vezes fortalecido por meio da oração e por doação dos dízimos e ofertas regular, sacrificial e consistentemente em nossas igrejas locais, a ministérios fiéis, aos pobres e aos necessitados. Isaías 58: 10-11 está incentivando a este respeito:

Se você doa-se para a matar a fome e satisfazer o desejo dos aflitos, então a tua luz nascerá nas trevas, ea tua escuridão será como o meio-dia. E o Senhor te guiará continuamente e satisfará o seu desejo em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial cujas águas nunca falham.

A falta de leitura da Bíblia, meditação, jejum e oração
Quando negligenciamos a leitura da Bíblia, meditação e oração, estamos nos privando do alimento essencial para as nossas almas. É impossível prosperar espiritualmente sem alimentar nossas mentes e corações com a Palavra de Deus. Salmo 1 nos lembra os benefícios da meditação:

Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, ou fica no caminho dos pecadores, nem se senta na Sear dos escarnecedores, mas o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite . Ele é como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folhagem não murcha, em al que ele faz, ele prospera (vv. 1-3)

Por outro lado, a nossa folha vai murchar, se não estamos plantando-nos perto dos córregos da Palavra de Deus que dão vida. Este lembrete é especialmente importante para aqueles de nós que tendem para o serviço e que desejam ficar ocupados e produtivos. Embora seja bom sermos ocupados e sempre abundantes na obra do Senhor (I Coríntios 15:58), o nosso trabalho pode tornar-se vazio, sem coração, e atrofiado de poder se não estamos alimentando-nos com o alimento espiritual que vem de da palavra de Deus. Precisamos lutar para reservar um tempo regular para ler, meditar e orar sobre as Escrituras. É também benéfico memorizar as Escrituras, para que possamos receber renovo da verdade bíblica a qualquer momento durante o dia. Se nos recusarmos a beber da fonte da Palavra de Deus em uma base regular, só devemos esperar terra seca e folhas murchas.

Muito tempo dentro de casa ou isolado
É fácil ver por que pecados flagrantes como a luxúria, orgulho e amor ao dinheiro pode impedir a paixão espiritual e o fervor. Não é tão fácil de discernir os efeitos sutis outros hábitos de vida têm sobre o nosso zelo e vitalidade. Por exemplo: O simples isolamento pode gerar uma ambiência extremamente produtiva para os pecados e consequentemente a secura espiritual. Devemos evitar ficar enfurnados na internet, nas redes sociais, no escritório ou no trabalho até tarde, e procurar conviver com o nosso próximo. Uma área que eu acho recebe pouca atenção é o papel da criação na manutenção da nossa saúde espiritual. Mas, se os céus declaram a glória de Deus (Salmos 19: 1), e se somos renovados por ver a glória de Deus, só faz sentido se saímos lá fora, a fim de ver essa glória! Às vezes eu posso literalmente sentir a minha fé revivida se eu passar alguns minutos olhando para a grandeza de um céu claro, cheio de expressões insondáveis ​​de poder e criatividade. Eu posso encontrar refrigério em uma caminhada simples ou a pé, observar que há muito mais além do que vejo na minha cabana. E eu não acho que isso é simplesmente porque amo o ar livre, mas porque vendo essa glória serviu muitas vezes para restaurar a minha alma cansada.

Sair e observar também o tanto de gente sofrida e que precisa da nossa ação como cristãos pode nos dar um choque de realidade é um despertamento. Alex

A falta de exercício
Tem um pouco a ver com o último ponto, mas pertence à sua própria categoria, porque a pessoa não precisa necessariamente estar ao ar livre, a fim de fazer exercício físico. Não estou colocando ao extremo dos que cultuam seus próprios corpos como se fosse a razão final da vida e que aplicam todo o tempo disponível em malhar o corpo, e nem direcionar somente para alguns que possam estar acima do peso e negligenciando completamente a saúde física. Estou sugerindo que a prática regular e moderada de exercícios físicos são benéficas para todas as pessoas.
Deixe-me citar Don Whitney sobre esse assunto:
“Nossos corpos não são meramente recipientes descartáveis ​​para nossas almas eternas. Deus poderia ter nos feito sem corpo, vivendo para sempre em uma condição como as almas do Céu vivem enquanto espera por corpos ressuscitados … Mas Ele nos criou para sermos completo como uma unidade de corpo e alma. . . . Uma das formas que o corpo pode ter um efeito positivo sobre a alma é através da atividade física de lazer. Porque a maioria das práticas espirituais [disciplinas: leitura, escrita, estudo, meditação, etc.] são, por definição, espirituais e não muito físicas, somado ainda se o nosso trabalho diário é principalmente mental e sedentário, então há pouca diversidade no tipo de estímulos que experimentamos. E a monotonia de que pode diminuir o impacto de nossas práticas espirituais. A variedade que a atividade física de lazer proporciona para as células do cérebro e as fibras musculares de um corpo pode ajudar a refrescar a alma que nele habita.

Muitos vão achar a sua vitalidade espiritual renovada, bastando ir em uma caminhada de trinta minutos ou correndo, ou indo nadar, ou montando sua bicicleta, ou fazendo trilhas perto de sua casa. Eu fico muitas vezes espantado com a forma como um pouco de exercício me beneficia mentalmente e espiritualmente. Talvez você está buscando ao Senhor, mortificando o pecado, sendo regular na leitura da Bíblia e oração, e ainda encontrar a sua alma seca e poeirenta, talvez você precise ir em uma caminhada ou corrida.

Negligência de Responsabilidades
Quando escolhemos preguiça ao invés de diligência, muitas vezes isso pode levar à secura espiritual, até mesmo à depressão. Esse processo é cíclico e geralmente se perpetua: preguiça criará aridez espiritual; quando estamos espiritualmente secos e deprimidos, geralmente não estamos poderosamente motivados para prosseguir realizando as atividades com diligência. Mas é precisamente neste ponto que temos de quebrar o ciclo. Fomos feitos para trabalhar em enquanto nós não subvertermos esse aspecto fundamental da nossa personalidade, vamos encontrar-nos espiritualmente secos e frustrados. Preguiça nunca satisfaz. Essa é uma razão pela qual a Escritura está repleta de comandos para prosseguir com diligência e fidelidade. Se nós nos encontramos em um deserto espiritual, devemos considerar se estamos ou não sendo fiéis em assumir nossas responsabilidades em casa, no trabalho ou na igreja.

Introspecção mórbida
Ironicamente, quando nos encontramos espiritualmente secos, o melhor é não ruminar sobre nossa condição por muito tempo, isso pode levar a uma preocupação doentia com nós mesmos e para mórbida introspecção. Esta é uma outra situação que pode perpetuar-se: quanto mais experimentamos seca espiritual, mais somos tentados a examinar a nós mesmos e olhar para dentro; quanto mais olhamos para dentro, mais nós podemos experimentar frustração espiritual. Dr. Martyn Lloyd Jones é perspicaz aqui:

“Penso que cruzamos a linha do auto-exame para à introspecção mórbida, quando, em certo sentido, não fazemos nada além de examinar a nós mesmos, e quando esse tal auto-exame se torna o fim principal e causa da nossa vida. Claro que fomos destinados e devemos nos examinar periodicamente , mas se estamos sempre fazendo isso, sempre, por assim dizer, colocando a nossa alma em uma placa e dissecando-a, se tornará introspecção mórbida. Se estamos sempre falando com as pessoas sobre nós mesmos e nossos problemas e dificuldades, e toda vez chegamos com aquela cara de: estou em grande dificuldade; isso provavelmente revela que estamos o tempo todo centrado em nós mesmos, numa introspecção profunda que, por sua vez leva à condição conhecida como morbidade “.. (Depressão espiritual, 17)

Quando estamos focados em nós mesmos, por mais que tenhamos uma boa razão, isso pode levar a mais aridez espiritual, porque estamos nos afastando de uma fonte infinita de renovação espiritual para dentro de um ser humano finito e pecaminoso. Devemos ter cuidado para não deixar que o nosso auto-exame se torne em um olhar fixo em nossos corações em nós mesmos.

Esquecendo o Evangelho e Viver em legalismo
Quando os cristãos da Galácia começou a desviar do evangelho, a resposta de Paulo para lembrá-los de como eles começaram com a presença do Espírito Santo:

Gálatas Oh tolos! Quem vos fascinou a vós? Foi diante de seus olhos que Jesus Cristo foi retratado como crucificado. Deixe-me perguntar-lhes apenas isto: vocês receberam o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé? Você são tão tolos? Tendo começado pelo Espírito, seriam agora aperfeiçoados pela carne? Vocês sofreram tantas coisas em vão, se é que foi em vão? Será que aquele que dá o Espírito, e que opera milagres entre vós faz por obras da lei, ou pela pregação da fé, assim como Abraão “creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça” (3: 1-6) .

Os gálatas experimentaram a liberdade e a alegria do Espírito Santo, não por guardar os mandamentos, a fim de ganhar a salvação, mas por ouvir e crer a-a mensagem mensagem do evangelho. Estamos todos em perigo de desvio como estes Gálatas; depois de termos recebido o Espírito Santo pela fé, nós tentamos nos aperfeiçoar pela carne e em nossa própria força; tentando ganhar algum favor de Deus. É por isso que eu acredito que Jerry Bridges está certo quando ele nos lembra de “pregar o evangelho a nós mesmos todos os dias.” A verdade do Evangelho sobre os benefícios da vida substitutiva de Cristo e da morte em nosso favor, são recebidos pela fé e derramados regularmente em nossas mentes e corações, nos protegendo do amortecimento do legalismo e subsequente aridez espiritual.

Alguns pensamentos de Encerramento
Nenhuma dessas sugestões irão nos proteger totalmente da seca espiritual. Sabe por que? Porque nós somos pecadores e porque vivemos em um mundo caído com corpos caídos, temos de enfrentar a realidade de que a secura espiritual virá novamente. É por isso que o salmista diz que a Palavra de Deus restaura a sua alma (Salmo 19: 7); que precisar de restauração implica que a sua alma não estava mais em um estado feliz, satisfeito mas sim que precisava de um refrigério. Sabendo disso e buscar o conhecimento de potenciais causas da seca espiritual pode ajudar-nos a enfrentar temporadas de pouca ou nenhuma chuva.

Isto não representa uma lista exaustiva. Há mais fatores, tenho certeza, que implicam em nossa situação espiritual. Estas são as causas que considerei ser primárias e mais importantes. No entanto, a palavra mais encorajadora que eu poderia dar é provavelmente esta: está vindo um dia em que não haverá mais seca, apenas abundância. Iremos um dia desfrutar da presença real de Cristo e nos encontrarmos plenos em seus prazeres e no seu descanso para sempre (Salmo 16:11) alegria e satisfação para todos para a toda a eternidade. O que nos mantém em movimento através do deserto é saber com certeza que um oásis encontra-se sobre a colina próxima. Vamos nos manter em movimento.

Este artigo foi publicado originalmente na revista derekjamesbrown.com , traduzido e adaptado por mim, Alex Cosmo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s